Bem-vindo ao blogue do Centro de Língua Portuguesa do Camões, IP na Universidade da Extremadura /Cáceres

Bienvenido al blog del Centro de Lengua Portuguesa del Camões, IP en la Universidad de Extremadura /Cáceres




28/03/17




O Codex 632

Aqui deixamos a opinião da nossa usuária Ana María Paz Solís.

Obrigado, Ana !





Estava à procura de uma leitura interessante que me fizesse entrar noutro tempo, noutras vidas, noutros lugares, quando alguém muito acertadamente me recomendou O Codex 632 do José Rodrigues dos Santos.

Desta maneira dei comigo a aprofundar a história. Trata-se de um livro de leitura fácil, muito bem documentado e que nos faz viajar não só pela história, mas que também nos faz viajar por lugares, países e continentes distantes. Vamos até à época dos descobrimentos que ocorreram no Séc. XV, e depois de um grande trabalho de pesquisa do autor, é-nos desvendada a identidade de Cristóvão Colombo.

O livro é tão descritivo que nas suas páginas sentimos e saboreamos as comidas que o protagonista lá descreve e onde procurou as fontes para a sua investigação.

Em resumo, um livro irrecusável para aqueles que gostam dos enigmas e da criptoanálise.

27/03/17

IX Jornadas de Atualização Docente de Português




No fim de semana passado decorreram as IX Jornadas de Atualização Docente de Português organizadas pelo CPR de Cáceres, pelo Centro de Língua Portuguesa/Camões IP na Universidade de Extremadura e pela Coordenação do Ensino de Português em Espanha e Andorra.


 


Estas jornadas procuraram responder às necesidades de atualização no ensino/aprendizagem de português língua estrangeira. Foram dois dias de partilha de conhecimento e todos levaram novas ferramentas para a sua prática letiva.













 

22/03/17

V Congresso Internacional SEEPLU



V Congresso Internacional SEEPLU

Tecnologias para o português    (#tecPT)

 
 

Nos dias 9, 10 e 11 de novembro de 2017, terá lugar, na Faculdade de Filosofia e Letras da Universidade de Extremadura, o V Congreso Internacional da Sociedad Extremeña de Estudios Portugueses y de la Lusofonía (SEEPLU).

Será dada especial atenção às recentes e inovadoras propostas didáticas e científicas relacionadas com as TIC no ensino do português língua materna, língua segunda e/ou língua estrangeira (PLM / PL2 / PLE).


Conferências plenárias confirmadas:

- Fernando Alburquerque Costa (Instituto de Educação – Universidade de Lisboa);
- Daniel Ribeiro Alves (Faculdade de Ciências Sociais e Humanas – Universidade Nova de Lisboa);
- Ana Amélia Amorim S. de Carvalho (Faculdade de Psicologia e Ciências da Educação – Universidade de Coimbra);
- João Couvaneiro (Gabinete do Secretário de Estado da Educação / Escola Básica dos 2º e 3º Ciclos Dr. António Augusto Louro; St. Peters School e Colégio dos Plátanos).

 

Temas das comunicações:

a - Legendagem;
b - Aplicações práticas das TIC no ensino de português;
c - Literacia digital;
d - Novas modalidades de ensino online;
e - Interdisciplinaridade digital: novas perspetivas para aproximar o português das
     TIC (cartografia, artes,…);
f - Elaboração de materiais de ensino de PLE online;
g - Vídeo e áudio no desenvolvimento de destrezas e competências em PLE;
h - Apps e software para o ensino da língua portuguesa;
i - TIC na e para a investigação: projetos, recursos, linhas;
j - O futuro das TIC no âmbito de PLE: novas aplicações, novos caminhos;
k - Outras propostas gerais da língua, literatura e cultura portuguesa;
l - Outras propostas gerais da didática de PLE.
 
De acordo com o trabalho desenvolvido nestes encontros bianuais, pretende-se que este congresso constitua um foro ativo de troca de opiniões e ideias, formulação de teses e abordagens, assim como uma abertura de correntes e vias de investigação, não apenas dos temas propostos, mas também dos desafios e novos temas que emergem da riqueza da comunicação intercultural e interlinguística no âmbito da Lusofonia.
 
Proposta de comunicação:

Para realizar uma proposta de comunicação deve enviar um abstract de máximo de 250 palavras, com as correspondentes palavras chaves (máximo 5) e os dados da(s) pessoa(s) que a propõem (nome completo, instituição, e-mail) para o correio electrónico congresoseeplu@gmail.com .
 

Datas importantes:

Envio de propostas: até 10 de maio de 2017
Comunicação da aceitação: 21 de maio de 2017
Entrega do texto para publicação em atas: 1 de julho de 2017

 
Comité organizador:

Iolanda Ogando (diretora)
Ana Belén García Benito (secretária)
Sandra C. Hurtado Cardoso (vogal)
Bárbara Azevedo (vogal)

Comité científico:

Fernando Alburquerque Costa (Universidade de Lisboa)
Rocío Alonso Rey (Universidad de Salamanca)
Juan M. Carrasco González (Universidad de Extremadura)
Isabel Margarida Duarte (Universidade do Porto)
Cândido Oliveira Martins (Universidade Católica Portuguesa)
Micaela Ramon Moreira (Universidade do Minho)
Enrique Santos Unamuno (Universidad de Extremadura)
Otília Costa e Sousa (Instituto Politécnico de Lisboa)
 
 
E-mails de contacto:
congreso.seeplu@gmail.com
iolanda@unex.es
agbenito@unex.es


Sítio web:

Para informação atualizada consultar o site https://seeplu.wixsite.com/tecpt


 

21/03/17

21 de março. Dia Mundial da Poesia

Dia 21 de março é o Dia Mundial da Poesia.
Para celebrá-lo o CLP/C escolheu alguns poemas, todos eles disponíveis no centro.

*
Folha a folha como se constrói um pássaro
e entre si o ar e a árvore
se iluminam.
O pássaro canta, alguém escuta, as coisas juntam-se
em desequilíbrio
no grande buraco luminoso para cima.
E o canto continua tudo entre árvore e ar
com a luz desarrumada folha a folha.
E cada coisa regressa de si mesma.
No papel onde se levanta o mundo numa baforada desde as unhas
ao braço e à cara e à boca no som apenas
de pedaços de palavras,
a assimetria dos dedos nos vocabulários que faíscam, uma
soletração pouca.
O canto inteiro escrito arterialmente perto,
coluna de sangue e ar,
canto pequeno.

Ou o poema contínuo

Herberto Helder

21 de março. Dia Mundial da Poesia


Dia 21 de março é o Dia Mundial da Poesia.
Para celebrá-lo o CLP/C escolheu alguns poemas, todos eles disponíveis no centro.

FADO DAS AMARGURAS

meu amor, se me és o mundo
nestas minhas desventuras
podes ver quanto me afundo
no lodo das amarguras

não posso viver contente
de meu próprio natural
o meu bem corre-me mal
e o meu mal é recorrente.
mas a mim infelizmente
parece que mais abundo
em tristezas num segundo
do que os mais em toda a vida
és a história repetida
meu amor, se me és o mundo

eu dei, tu deste, nós demos
um ao outro a vida acesa,
tinha a força da represa
darmos tudo o que pudemos
e as palavras que dissemos
de paixão e ardentes juras,
os afagos, as ternuras,
tudo isso agora parece
que não trava o que acontece
nestas minhas desventuras

Poesia 1997/2000

Vasco Graça Moura


21 de março. Dia Mundial da Poesia

Dia 21 de março é o Dia Mundial da Poesia.
Para celebrá-lo o CLP/C escolheu alguns poemas, todos eles disponíveis no centro.

O JARDIM

O jardim está brilhante e florido,
Sobre as ervas, entre as folhagens,
O vento passa, sonhador e distraído,
Peregrino de mil romagens.

É Maio ácido e multicolor,
Devorado pelo próprio ardor,
Que nesta clara tarde de cristal
Avança pelos caminhos
Até os fantásticos desalinhos
Do meu bem e do meu mal.

E no seu bailado levada
Pelo jardim deliro e divago,
Ora espreitando debruçada
Os jardins do fundo do lago,
Ora perdendo o meu olhar
Na indizível verdura
Das folhas novas e tenras
Onde eu queria saciar
A minha longa sede de frescura.

É ESTA A HORA...

É esta a hora perfeita em que se cala
O confuso murmurar das gentes
E dentro de nós finalmente fala
A voz grave dos sonhos indolentes.

É esta a hora em que as rosas são as rosas
Que floriram nos jardins persas
Onde Saadi e Hafiz as viram e as amaram.
É esta a hora das vozes misteriosas
Que os meus desejos preferiram e chamaram.
É esta a hora das longas conversas
Das folhas com as folhas unicamente.
É esta a hora em que o tempo é abolido
E nem sequer conheço a minha face.


Dia do Mar

Sophia de Mello Breyner Andresen


Exposição Potencial Económico da Língua Portuguesa

 
 
 
A "Exposição Potencial Económico da Língua Portuguesa" foi inaugurada, no dia 16 de março de 2017, na Fundación F.Concha, em Navalmoral de la Mata, com uma visita guiada a cargo da leitora Raquel Gafanha.
 
Aqui ficam algumas fotografias do evento.
 



 
 



















09/03/17

IX Jornadas de Atualização Docente de Português


 
 
O Centro de Língua Portuguesa do Instituto Camões/IP informa que as IX Jornadas de Atualização Docente de Português terão lugar nos días 24 e 25 de março, no CPR de Cáceres, subordinadas ao tema: "Mobile Learning como recurso nas aulas de PLE".

Estas Jornadas são organizadas pela Coordenação do Ensino de Português em Espanha e Andorra, pelo Centro de Língua Portuguesa/Camões IP na Universidade de Extremadura e pelo CPR de Cáceres. Embora só se possam inscrever formalmente os professores associados ao CPR, a entrada é livre, estando a participação limitada a 50 pessoas.


As inscrições estão abertas até 21 de março de 2016 através de

https://inscripciones.educarex.es/index.php?id=57316
















 


 

08/03/17

As mulheres mais influentes de Portugal




A influência é como o arco-íris, vê-se, mas não se sabe bem onde começa nem onde acaba. Ela depende do poder que se tem, da carreira que se construiu, da fortuna que se possui, da rede que se teceu e da imagem que se projeta. A influência é poder, é dinheiro, é a capacidade de conseguir que as coisas aconteçam. É a qualidade de mudar o curso dos acontecimentos, das decisões.
 A influência pode medir-se pelo currículo e pelos cargos ocupados, a presença mediática, o reconhecimento pelos pares nas áreas de carreira, o impacto social, profissional, político, empresarial,e a fortuna. Mas, como diz o escritor alemão Hans Magnus Enzensberger, a influência vai além do poder: “Não sou o tipo de pessoa que quer exercer o poder. Interessa-me mais a capacidade de influir. Pode ter-se influência sem poder.”

O contexto e o momento condicionam as escolhas. O Diário de Notícias, de 
9 de outubro de 2010, elencava as quatro mulheres mais influentes nos negócios na altura e que eram Cláudia Goya, que então dirigia a Microsoft Portugal, Ana Maria Fernandes, CEO da EDP Renováveis, Vera Pires Coelho, CEO da Edifer, e, a única que ainda hoje se mantém com uma posição relevante, Esmeralda Dourado, que aos 57 anos deixou a liderança executiva da SAG para ter tempo para uma “segunda vida”.

Neste estudo procurou fazer-se uma leitura mais ampla e diversificada da influência que em 2015 as mulheres têm na vida económica, social, cultural, artística e científica. Pode verificar-se que durante algum tempo a justiça em termos da sua organização estava determinada pelo poder de quatro mulheres: Joana Marques Vidal, como procuradora-geral da República; Paula Teixeira da Cruz, como ministra da Justiça; Maria José Morgado, 
no DCIAP; e Elina Fraga, como bastonária da Ordem dos Advogados. Curiosamente, no governo liderado por António Costa, o ministério da Justiça volta a ter uma mulher, Francisca Van-Dunem e assim se mantém a liderança feminina.
 
 

Há quem tenha influência porque tem peso na gestão e nas empresas como Esmeralda Dourado ou Isabel Vaz, dimensão artística como Paula Rego, Maria João Pires, Joana Vasconcelos e Mariza ou porque atingiu uma projeção científica como Maria Manuel Mota ou Elvira Fortunato. O setor social está representado por Isabel Jonet, presidente do Banco Alimentar, e
 por Leonor Beleza, presidente da Fundação Champalimaud. Mais pacífica é a presença e o impacto de figuras mediáticas como Cristina Ferreira, apresentadora, ou Judite de Sousa, jornalista, ambas da TVI.

Nesta lista é interessante destacar 
a importância de uma empresária estrangeira como é Isabel dos Santos, cujas participações em empresas portuguesas lhe dão um peso relevante. A empresária angolana integra o BBC 100 Women que seleciona as 100 mulheres que fizeram a diferença em 2015, as “inspirational women”.

É significativo também o facto de a política ter permitido que algumas destas mulheres cimentassem a sua influência, como Paula Teixeira da Cruz, Leonor Beleza, Maria Luís Albuquerque, Assunção Esteves ou Manuela Ferreira Leite. Os caminhos para a influência são muitos, mas só alguns podem aspirar a detê-la.


Exposição "Potencial económico da língua portuguesa"

 
 
 
 
 

 
 
A exposição "Potencial económico da língua portuguesa" vai estar patente na Fundación Cultural la Concha, em Navalmoral de la Mata, de 16 a 30 de março de 2017. 
 
 
 
Como atividade complementar, no dia 16 de março, pelas 17h45, estará presente, nesse espaço, a responsável do Centro de Língua Portuguesa/Camões, I.P. na Universidade de Extremadura, Raquel Madail Gafanha, que fará uma visita guiada à exposição.

Novidades no CLP/C


Exames de Português CAPLE-UL: CIPLE, DEPLE, DIPLE é o primeiro volume da série CAPLE-UL e apresenta modelos de exames do sistema de avaliação e certificação do português, produzidos pelo CAPLE (Centro de Avaliação de Português Língua Estrangeira - Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa).

Destina-se a quem se quer preparar para os exames CIPLE: Certificado Inicial de Português Língua Estrangeira (nível A2); DEPLE: Diploma Elementar de Português Língua Estrangeira (nível B1) e DIPLE: Diploma Intermédio de Português Língua Estrangeira (nível B2).

Exames de Português CAPLE-UL: CIPLE, DEPLE, DIPLE pode ser utilizado em autoaprendizagem ou em cursos com professor (presenciais ou em modalidades a distância). Os modelos contribuem para o professor preparar os alunos para os exames e para os candidatos aos exames se familiarizarem com o tipo de tarefas que constituem os exames.

A diversidade de tarefas responde adequadamente à heterogeneidade de contextos de ensino, aprendizagem e avaliação do português.



Exames de Português B2 faz parte da coleção EPFOL – Exames de Português para Falantes de Outras Línguas – e apresenta material de preparação para 11 exames de português realizados por sistemas educativos e instituições de avaliação e certificação da língua portuguesa em vários países.

Destina-se a quem se quer preparar para um dos exames de português em sala de aula ou em autoaprendizagem e pode ser usado como apoio nas aulas de português, estimulando o trabalho diversificado na sala de aula, facilitando o trabalho do professor e respondendo às necessidades individuais dos alunos/candidatos.

A diversidade de tarefas responde adequadamente à heterogeneidade de contextos de ensino, aprendizagem e avaliação do português.


Este volume apresenta 224 tarefas distribuídas por duas partes: a primeira, que contém 133 tarefas, é dedicada à preparação para os exames; a segunda, composta por 91 tarefas, apresenta os modelos dos exames.

Exames de Português B2 inclui ainda sugestões para a resolução das tarefas e para exercícios de tradução, soluções e um DVD com os textos orais e vídeos.


Informamos que estas publicações se destinam apenas a consulta no CLP/C dentro do hórario de atendimento.